FANDOM


O Anel de Arcana (アルカナの指輪) é um anel mágico e um tesouro do mundo yōkai ocidental[1]. É um item poderoso, quase invulnerável, capaz de realizar o Projeto Brigadoon, um feitiço místico capaz de transformar cada ser humano em um yōkai e todo yōkai em um servo voluntário de Backbeard.

História

Antes dos eventos do anime, o Anel de Arcanas era uma das posses de Agnès e a mãe sem nome de Adél, e ela foi apresentada se sacrificando para domar seu poder sob as ordens de Backbeard. O evento deixou Agnès traumatizada e profundamente cética contra os planos do Projeto Brigadoon e de Backbeard.[2]

  • Episódio 27: Muitos anos depois, Agnès decide roubar o Anel de Arcana de Backbeard e Adél, procurando um abrigo seguro para se esconder de suas garras. Nanashi, em uma tentativa de instigar uma guerra entre as forças de Backbeard e a Família Kitarō, protege Agnès e a envia, e o anel, para a Floresta GeGeGe . Durante a viagem, Agnès usa um feitiço avançado para se esconder e o anel em uma joia mágica, parte do tesouro de Miminaga. Depois de ser descoberta por Wolfgang, Agnès percebe que os yōkai ocidentais sempre serão capazes de rastrear o anel, e pede a ajuda de Kitarō para destruí-lo de uma vez por todas na Floresta GeGeGe.[1]
  • Episódio 28: Agnès postula que a arma espiritual de Kitarō pode destruir o Anel de Arcana e pressiona Kitarō para fazê-lo, mas ele falha. Agnès tenta um ritual proibido para imbuir Kitarō com transbordante magia ocidental, mas todo o Exército de yōkai ocidentais aparece antes que Kitarō possa até mesmo tentar destruir o Anel com seus poderes temporários: Agnès é então forçada a usar o Anel de Arcana contra Backbeard. Ela consegue que todos fujam, mas o anel desaparece.[3]
  • Episódio 29: Agnès aceita compartilhar com Kitarō algumas informações sobre o Anel de Arcana. Além de falar sobre o que é e para quê serve, ela revela que o Anel de Arcana não desaparece realmente quando usado, mas se funde com o campo místico do lugar em que foi usado pela última vez, e assim ele acaba se teletransportando para lugares aleatórios no Japão. Kitarō aceita ajudar na pesquisa, mas expulsa Agnés e o anel da floresta. O anel ressurge brevemente em Tóquio. Agnès sintoniza o poder mágico do Anel em sua bola de cristal e Victor constrói instrumentos capazes de rastreá-lo.[2]
  • Episódio 30: O anel não aparece neste episódio: no entanto, Agnès, rastreia o que ela acredita ser ele e encontra o esconderijo temporário de Carmilla, revelando como as energias místicas do anel e dos yōkai ocidentais são muito semelhantes.
  • Episódio 32: O anel ressurge brevemente em Sakaiminato, exatamente quando Mana Inuyama está visitando Agnès. Em uma tentativa de impressionar Mana, Kojirō o Karasu-Tengu quebra o selo que segura os poderes do yōkai ocidental Belial, que vai a Sakaiminato para se vingar da tribo Karasu-Tengu e é contatado por Backbeard com a ordem de trazer o anel. Apesar de seus esforços, o Anel de Arcana se teleporta novamente sem ser reivindicado por ambos os lados.[4]

Habilidades

  • Magia intensa: O Anel de Arcana é um fabuloso tesouro dos yōkai ocidentais, essencial para seus planos e seus poderes, e até mesmo capaz de repelir o próprio Backbeard[3]. O Anel de Arcana é o único item forte o suficiente para promulgar o Projeto Brigadoon.[2]
  • Indestrutibilidade: O Anel de Arcana é indestrutível: nem os poderes de Kitarō podem destruí-lo. Agnès acredita que empoderar Kitarō com a magia ocidental pode conceder-lhe a habilidade de destruir o anel de uma vez por todas, mas sua teoria nunca foi totalmente testada.[3]
  • Sintonia de Ondas Mágicas: O Anel de Arcana, uma vez que seu poder total é usado, se adapta ao campo místico do país em que foi usado, teletransportando-se em lugares aleatórios.[2]

Referências

  1. 1,0 1,1 "Invasão! O Exército de Backbeard", Episódio 27, Anime de 2018
  2. 2,0 2,1 2,2 2,3 "O Frankenstein Insano", Episódio 29, Anime de 2018
  3. 3,0 3,1 3,2 "A Grande Guerra Yōkai", Episódio 28, Anime de 2018
  4. "Demônio Belial: O Grito de Cem Anos", Episódio 32, Anime de 2018
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.