FANDOM


Makura-Gaeshi e o Sonho Fantástico é o décimo quarto episódio da sexta adaptação em anime de GeGeGe no Kitarō e a quinta adaptação da história "Makura-Gaeshi".

Elenco

Principal
Convidado

Enredo

Em um complexo de apartamentos à noite, um menino chamado Masashi está chamando seu pai do lado de fora, não obtendo resposta, ele abre a porta, encontrando pilhas de sacos de lixo e caixas por toda parte. Ele passa por eles e encontra seu pai na cama, com várias fotos de campos de girassol. Seu pai fala durante o sono, Masashi o acorda, informando que ninguém foi capaz de contatá-lo em duas semanas e que eles estão preocupados. Seu pai, porém, age de forma estranha e pergunta por que ele o acordou, segurando uma garrafa e se preparando para atacar, enquanto o grito de Masashi é ouvido.

Crianças no arco íris

Crianças atravessando a ponte do arco-íris para o Mundo dos Sonhos.

Em um escritório, Uchida, o pai de Masashi, é demitido por seu chefe. Ele telefona para a sua esposa, perguntando como Masashi é, e a esposa responde que ele está bem e conseguindo se viver normalmente sem ele em sua vida. O tempo passa quando ele tenta encontrar um emprego, mas não consegue ser contratado. À noite, ele anda sozinho e desmaia perto de um poste, ele pega o telefone, pensa no seu filho e pede desculpas. A lâmpada da rua se acende, quando ele vê uma mariposa voando para uma ponte, com uma luz brilhando acima dela, ele vê crianças cantando e brincando juntas. Ele se aproxima delas e pergunta o que estão fazendo lá tão tarde, uma garota questiona o porquê dele perguntar algo que viria de um adulto. Uchida afirma que ele é um adulto, mas a garota o chama de mentiroso e afirma que ele é uma criança. Ele olha para baixo e vê que ele se transformou em uma criança. A garota diz para as outras crianças seguirem ela e um arco-íris se forma, as crianças correm ao longo dele acompanhados de Uchida.

Na Casa GeGeGe, Medama-Oyaji está tomando banho, Neko-Musume nota que Medama-Oyaji não se parece com Kitarō , questionando se ele é realmente seu pai. Ele responde que é e sua forma atual é o que resta do seu corpo anterior. Sunakake-Babaa fica surpresa por ela não saber, dizendo que quando Medama-Oyaji era mais novo ele era bem bonito, Kitarō fica surpreso com isso também, desejando que ele pudesse tê-lo conhecido antes, mas seu pai ri e afirma que são águas passadas. Ittan-Momen então vem voando, anunciando uma nova carta do Correio Yōkai. Em um hospital, Kitarō e Medama-Oyaji são informados por Masashi que seu pai quase o atacou com uma garrafa, mas ele desmaiou e voltou a dormir quase imediatamente depois, no entanto, ele não acordou desde então. Quando ele informou a Mana sobre isso, ela disse que Kitarō seria capaz de ajudar. Mana também acrescenta que há rumores de que outros adultos estão na mesma situação. Masashi afirma que seu pai sempre foi gentil com ele. Medama-Oyaji afirma que um pai nunca machucaria uma criança que ama e suspeita que ele deve estar sob algum controle, teorizando que sua alma está presa no Mundo dos Sonhos, dizendo-lhes que conhece alguém que possa estar por trás do problema, Makura-Gaeshi.

Makura gaeshi com o travesseiro

Makura-Gaeshi revela que ele não é responsável pelo problema.

No entanto, quando eles o interrogam, ele afirma não ter envolvimento nisso. Medama-Oyaji responde que houve um caso em que ele sequestrou crianças no Mundo dos Sonhos para comê-las, mas Makura-Gaeshi afirma que depois que um monge o derrotou, ele nunca mais tentou fazer aquilo de novo e se recusando a ajudá-los. Mana reclama dizendo que Makura-Gaeshi não sabe nada sobre sonhos, deixando ele com raiva, ele então afirma que é o yōkai que sabe de tudo sobre sonhos e tenta provar formando um arco-íris. Medama-Oyaji elogia calmamente Mana por motivá-lo, mas Makura-Gaeshi adverte que eles estão prestes a entrar em um sonho que normalmente apenas uma única pessoa está presenciando e o Mundo dos Sonhos se torna realmente instável. Ele explica que é um lugar onde sonhos loucos se tornam realidade e que eles não deveriam estar pensando em coisas como um monstro os atacando. No entanto, por causa disso, Mana e Masashi pensam sobre um monstro, fazendo com que a dita criatura venha atrás deles. Eles correm e Makura-Gaeshi afirma que eles não deveriam pensar sobre o colapso da ponte, quase imediatamente os dois pensam sobre isso e a ponte começa a rachar. Neko-Musume reclama sobre ele piorar as coisas, logo depois que ela diz que a ponte está completamente quebrada e todos começam a cair, Kitarō consegue segurar Masashi.

Makura gaeshi vendo as garotas

Makura-Gaeshi vê as meninas presas em seus próprios sonhos.

Neko-Musume cai nos braços de um indivíduo com um smoking branco, que se revela ser Kitarō, pedindo que eles se casem, para sua excitação. Enquanto isso, Mana pede para copiar o dever de casa de alguém, que também se revela como sendo Kitarō e permite que ela copie o dever de casa e em seguida o professor, que é Neko-Musume, entra em sala de aula. Makura-Gaeshi conclui que ambas estão presas em seus próprios sonhos. Kitarō pergunta se o lugar onde eles estão é o mesmo em que o pai de Masashi está preso e Makura-Gaeshi confirma. A paisagem do sonho é a de um campo pacífico no verão, eles encontram crianças brincando em um lago raso, chamado Akinori, Masashi então se lembra que é o primeiro nome de seu pai. Akinori afirma que ele quer ser pintor quando crescer mas Masashi afirma que ele não pinta mais. Medama-Oyaji tenta tirá-lo do sonho, falando sobre seu dever como pai. Makura-Gaeshi percebe que as outras crianças são os outros adultos, Kitarō pergunta se ele pode forçá-los a acordar mas Makura-Gaeshi que pode ser uma tarefa difícil. De repente, o rosto da menina que levou o pai de Masashi para o sonho surge no céu dizendo-lhes para parar afirmando que os adultos gostam de ser crianças, desejando permanecer neste sonho eterno.

Garota do sino dos sonhos sendo sacrificada

A garota sendo sacrificada para um deus do rio.

Kitarō pergunta quem ela é, mas Makura-Gaeshi percebe que ela tem o controle do Sino dos Sonhos, Medama-Oyaji lembra que foi usado por Makura-Gaeshi quando ele sequestrou outras crianças, explicando que havia sido roubado pelo monge que o espancou. Eles a forçam a libertar todo mundo do sonho, mas ela se recusa afirmando que a realidade é muito dolorosa. Ela pede às crianças para ajudá-la a derrotá-los, ativando o controle do Sino dos Sonhos, Akinori convoca um mecha chamado Majin Gunner através de sua pintura, que os ataca. Kitarō atira com suas agulhas de cabelo, mas não tem efeito sobre ele. Makura-Gaeshi reclama, perguntando se ele já teve algum sonho infantil e Medama-Oyaji percebe que desde que Kitarō saiu do túmulo sozinho, ele nunca teve o luxo de sonhos como esses. Ele usa seu chanchanko, mas o mecha se divide ao meio. A garota usa o sino, fazendo com que seu cabelo cresça e imobilize Kitarō. Ele vê imagens de uma cachoeira e percebe que são suas memórias, vendo a memória de quando ela foi sacrificada a um deus do rio para impedir uma inundação. A garota se transforma e seu cabelo cresce ainda mais, a ponto de inundar a paisagem. Ela explica que depois que ela morreu, viu a depressão dos adultos e os trouxe para o mundo dos sonhos, para que pudessem brincar com ela para sempre.

Medama oyaji com a forma humana

Medama-Oyaji se preparando para derrotar a garota.

Ela planeja matá-lo, para que ele possa estar com eles também, Medama-Oyaji voa no chanchanko tentando salvá-lo, mas ele afunda ainda mais no cabelo. Masashi também é consumido pelos cabelos e chama seu pai, Akinori percebe lentamente como sua pintura muda para uma imagem dele e seu filho, mudando sua forma para um adulto novamente. Ele mergulha para salvá-lo, mas é preso pelos cabelos. Medama-Oyaji pede que Makura-Gaeshi lhe empreste seu poder enquanto mergulha para resgatar Kitarō, Makura-Gaeshi exclama que todos são tolos, mas envia seu poder para ele. Medama-Oyaji pede desculpas sobre sua atual forma para Kitarō, imaginando que ele poderia ter tido uma infância normal, mas imagina que seria impossível. Ele deseja poder protegê-lo e deixá-lo sonhar com coisas infantis. Os poderes o cercam, lhe dando uma forma humana. Segurando Kitarō em seus braços, ele consegue escapar do monte de cabelos. A garota atira várias mechas de cabelo para ferir Medama-Oyaji, mas ele consegue se desviar delas e atira na garota com sua arma de dedo. O sino é destruído permitindo que Akinori salve Masashi.

Arco íris na cada de makura gaeshi

Um arco-íris aparece após tudo ser resolvido.

Kitarō acorda e vê seu pai em sua forma de globo ocular, ele pergunta sobre Masashi, mas Medama-Oyaji diz a ele para não se preocupar. Akinori pede desculpas a seu filho, Masashi o perdoa e fica feliz por ele estar de volta. Ele vê a garota e agradece a ela, dizendo que o Mundo dos Sonhos era divertido, mas afirma que ele não pode ficar lá para sempre. Ela diz que pelo fato do sino estar quebrado impede que ela controle o Mundo dos Sonhos livremente, mas que ela sempre dará boas-vindas a ele se as coisas ficarem muito difíceis. Ele afirma que nunca mais voltará, saindo com Masashi, por trás de suas costas, a garota concorda com a resposta de Akinori e revela um sorriso medonho. Na casa de Makura-Gaeshi, ele afirma que tudo vai acabar em pouco tempo, já que os adultos iriam começar a acordar em instantes. Masashi agradece a todos por sua ajuda com Neko-Musume e Mana dizendo que não foi problema, mas Makura-Gaeshi os repreende, pois elas não fizeram nada e ficaram presas em seus próprios sonhos bobos. Medama-Oyaji pede desculpas que Kitarō nunca teve a chance de ter uma infância normal, mas Kitarō o agradece por sempre pensar nele e protegê-lo. Eles então olham pela janela e vêem um lindo arco-íris.

Personagens

Predefinição:Navbox

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.