FANDOM


O Mistério da Maré! Umizatō é o primeiro episódio da sexta adaptação em anime de GeGeGe no Kitarō e também a quarta adaptação da história "Umizatō".

Elenco

Principal
Convidado

Trama

Uma voz fala sobre voltar às suas raízes e então outra voz avisa que um avião está prestes a pousar. A voz em questão é revelada como sendo de Mana, que acorda de um sonho e finalmente chega à cidade natal de seu pai, Sakaiminato, no verão.

Após o pouso, Mana está animada por estar lá e é recebida pelo seu tio Shōji e sua tia Rie. Enquanto eles vão para sua casa, Rie menciona que Yūichi tinha um trabalho de última hora para fazer e que Mana completa a frase dizendo que virá assim que terminar, junto com sua mãe. Em sua casa eles comem a sopa, Mana quer outra rodada e seu tio observa sua semelhança com seu pai, lembrando que ele amava a sopa de sua mãe. Assistindo televisão, Shōji começa a reclamar do jogo de baseball. Mana começa a se lembrar que seu tio já foi um jogador de baseball e Shōji acrescenta que eles o chamavam de "Sniper Shōji", relembrando seu tempo com sua equipe. Sua esposa o impede de continuar a história, pois ele repete a mesma coisa todos os anos, perguntando a Mana se ela está cansada de ouvir, mas ela nega, amando ouvir as histórias de seu tio, enquanto se lembra do Festival de Pesca do Porto. Ela descreve a excitação febril e pergunta se começa naquela semana, no entanto, sua tia e tio informam que há uma divisão na decisão de como realizar o festival de dois lados, entre um novo grupo inovador e outro que apóia a tradição. Devido a esse fato, Mana pergunta para si se haverá mesmo um festival naquele ano, quando ela acende um bastão de fogos de artifício do lado de fora. Rie tenta pensar em alguma coisa para animá-la, seu marido planeja pescar no barco de um homem chamado Kinopi no dia seguinte, para pelo menos alimentá-la com os peixes mais vivos que ele conseguir.

Enquanto isso, na Casa GeGeGe, Kitarō ouve sobre a viagem de Mana por Neko-Musume, que afirma que ela estava realmente animada e que ela mal podia esperar. Kitarō lembra que Nezumi-Otoko o convidou para Sakaiminato, dizendo que eles poderiam encontrar algo de lucrativo. Na noite seguinte, Nezumi-Otoko está em um barco em um traje de mergulhador, se lembrando da história de um navio de carga chamado Kitamaebune que tinha tesouros dentro dele e afundou, planejando vasculhar o chão do oceano para encontrá-lo. Ele mergulha na baía e imediatamente vê um recipiente de pedra, pensando que poderia ser um tesouro e o abre, mas não encontra nada. Irritado com isso, ele nada, sem saber que uma aura flui dele. Em algum lugar, um barco cheio de pescadores, incluindo Shōji, ouve o som de um biwa, imaginando de onde poderia estar vindo, enquanto Kinopi vê um homem com um biwa flutuando sobre um redemoinho. Simultaneamente, Nezumi-Otoko encontra um pequeno santuário, perguntando-se por que está submerso e investiga para ver se tem tesouros. Ele é incapaz de abri-lo e rapidamente se esconde atrás de uma pedra ao ver um grupo de figuras estranhas se aproximando. Na manhã seguinte, Mana acorda e encontra as mulheres preocupadas com o barco desaparecido, ela sai perguntando sobre o que estão falando. No pier, grupos de busca são enviados para encontrar o barco, Rie conforta Mana, dizendo a ela que tudo ficará bem. Pensando em seu tio, Mana pula rapidamente em um barco, querendo ajudá-los a procurar. No mar, ela chama seu tio, um pescador observa que uma névoa que está se aproximando. De repente, a área escurece e vozes começam a ser ouvidas, pedindo-lhes uma concha. Um pescador nervoso lança uma concha na tentativa de apaziguá-los, as vozes param, mas seu alívio é interrompido quando braços aparecem da água, usando conchas para afundar o barco. Figuras misteriosas surgem, subindo no barco e empurrando os pescadores para a água. Eles cercam Mana, um a agarra e a joga no mar. Ela brevemente vê um rosto, dizendo-lhe para correr.

Mana acorda nos braços de sua tia em Yumigahama cercada por alguns dos habitantes da cidade e pergunta onde estão os pescadores após perceber o que aconteceu. Sua tia informa a ela que ela foi a única a ser salva na praia. Mana diz a eles que ela acredita que os yōkai estejam envolvidos e se pergunta do porque apenas ela foi deixada. Ela encontra a bola de beisebol do seu tio, se lembrando do yōkai que a empurrou e repara que era seu tio. Ela envia essa informação para Kitarō, que chega através de um bando de Bake-Garasu. Medama-Oyaji conclui que os yōkai são Funa-Yūrei, que transforma marinheiros em conchas, com isso a multidão percebe que eles devem ser os outros pescadores. Mana pergunta se existe uma maneira de transformá-los de volta, Medama-Oyaji e Kitaro afirmam que tentarão, indo em um barco para o céu aberto. Eles então são cercados pelos Funa-Yūrei, que estão pedindo por uma concha. Medama-Oyaji diz a seu filho para jogar a concha, os braços aparecem, mas são incapazes de afundar o barco. Eles ouvem o som do biwa dedilhando, vendo um homem emergir da água. Kitarō pergunta quem é, Medama-Oyaji lhe identifica como Umizatō, tendo ouvido que ele afundou um kitamaebune por seu tesouro durante o Período Edo. Umizatō afirma que eles estão impedindo seus sectários, que estão tentando obter o tesouro submerso. A multidão assiste da costa, enquanto Mana se preocupa com Kitarō. De repente, Nezumi-Otoko aparece na frente deles reclamando que ele não conseguiu encontrar uma única moeda, Mana assustada joga a bola de beisebol de seu tio para ele batendo em seu rosto, mas se acalma ao perceber que era apenas ele. Umizatō explica que, a fim de reunir o tesouro submerso, ele requer mais servos, transformando mais humanos em Funa-Yūrei. Kitarō questiona se ele pode realmente se safar, enquanto Umizatō se mantém firme e declara que ele não permitirá que ele interfira, dedilhando seu biwa.

Enquanto isso, Nezumi-Otoko conta para Mana e aos habitantes da cidade o que ele viu: Umizatō tranca as almas que puxa em um santuário submarino. Mana assume que, se as almas forem devolvidas a seus corpos, as pessoas voltarão ao normal, mas Nezumi-Otoko acrescenta que mal conseguiu abrir as portas. Mana então propõe que, se todos os habitantes da cidade trabalharem juntos e puxarem as portas imediatamente, eles poderão libertar as almas. A multidão é hesitante, mas Mana implora a eles como ela ama a cidade, desde a sua história à sua natureza e sua comida, mas acima de tudo porque todos lá são agradáveis. Seu discurso lhes convence, fazendo os dois lados se unirem e ajudá-la. Depois de pegar um barco, Mana chama Kitarō, informando-o de seu plano para libertar as almas. Ela pega o telefone, enquanto Neko-Musume diz a Nezumi-Otoko para ser útil desta vez, assustando-o para ir embora. Umizatō ordena seus sectários para transformar todos em Funa-Yūrei. Nezumi-Otoko coloca o gancho na manivela, dando o sinal para Mana, que chama sua tia para dizer às pessoas para começarem a puxar. No entanto, os Funa-Yūrei lhes dominam, arrastando-os para a costa. Assim como a multidão está prestes a tocar a água, Neko-Musume e os outros chegam a tempo. Kitarō atira suas agulhas de cabelo em vários Funa-Yūrei, impedindo-os de subir no barco em que Mana está. Os habitantes da cidade conseguem abrir a porta com a ajuda da Família Kitarō, para grande desânimo de Umizatō. As almas estão livres e vão para seus respectivos corpos. Umizatō chicoteia Kitarō por sua interferência, prendendo-o em um vórtice de água usando seu biwa. Shōji aparece no barco e é revelado que ele era um dos Funa-Yūrei. Mana lembra de sua declaração, pedindo-lhe para mirar em Umizatō com sua bola de beisebol. Ele faz isso, libertando Kitarō do vórtice, permitindo que ele dispare com a arma de dedo em Umizatō. Mais tarde, o festival é animado, tendo ambos os novos atrativos, juntamente com as paradas tradicionais. Neko-Musume elogia Mana pela cidade, enquanto os habitantes da cidade recompensam os yōkai por sua ajuda, aproveitando o festival juntos. Todo mundo assiste enquanto os fogos de artifício são atirados no ar e Mana deseja que aquele momento durasse para sempre.

Personagens

  1. Mana Inuyama
  2. Shōji (Estreia)
  3. Rie (Estreia)
  4. Kadonaga (Estreia)
  5. Medama-Oyaji
  6. Kitarō
  7. Neko-Musume
  8. Nezumi-Otoko
  9. Umizatō (Estreia)
  10. Funa-Yūrei (Estreia)
  11. Bake-Garasu
  12. Ittan-Momen
  13. Sunakake-Babaa
  14. Konaki-Jijii
  15. Nurikabe
  16. Manganese Ayana
  17. Nickel Kana
  18. Alkaline Yuriko
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.