FANDOM


Kani-Bōzu e o Velho Mistério é o décimo sétimo episódio da sexta adaptação em anime de GeGeGe no Kitarō. Esta é uma história original do anime.

Elenco

Principal
Convidado

Trama

No meio de uma guerra, um grupo de soldados escoltam uma princesa, quando um grupo de perseguidores aparece. Um dos soldados decide combatê-los sozinho, permitindo que os outros escapem. Os perseguidores atacam-no quando ele cospe uma espuma neles que os transforma em estátuas. Alguém do alto de uma árvore pergunta por que um yōkai está ajudando os seres humanos, e um soldado pergunta se ele é um yōkai do bem, até lhe pedir para voar e fugir, transformando-se em um caranguejo e desaparecendo na floresta

À noite, em uma rua vazia de Sakaiminato, Kinopi caminha sozinho em estado de embriaguez, quando ouve um sino e encontra o soldado yōkai, que lhe pergunta um enigma. Por causa de sua embriaguez, ele é incapaz de responder, fazendo com que o yōkai cuspisse a espuma nele, fazendo-o gritar. Mais cedo naquele dia, Mana e a Família Kitarō estão relaxando na praia, quando Nezumi-Otoko chega com uma cesta cheia de caranguejos da noite anterior. Eles comem os caranguejos em um santuário, Neko-Musume percebe que Ittan-Momen está ausente e Konaki-Jijii explica que ele foi encontrar vieiras para ela usar como um maiô, irritando-a. Eles ouvem um grito, descobrindo que Ittan-Momen se transformou em uma estátua de bronze. Na manhã seguinte, Kitarō e os outros encontram Mana e os habitantes da cidade ao redor de Kinopi transformado em pedra e Kitarō sente uma ligeira atividade yōkai. A cidade encontra mais e mais pessoas transformadas em estátuas, com rumores de como isso acontece por ser infeccioso devido ao toque ou por uma doença transmitida pelo ar chamada "bronzite". Nezumi-Otoko ouve isso e formula um plano para vender medicamentos falsos, quando ouve um sino e encontra o yōkai em questão.

Enquanto isso, Kitarō, Neko-Musume e Konaki-Jijii retornam ao santuário onde Nurikabe está vigiando Ittan-Momen. Eles perguntam onde está Sunakake-Babaa e Nurikabe responde que ela foi comprar shochu de batata-doce, o saquê favorito de Ittan-Momen, Konaki-Jijii percebe que Nezumi-Otoko se foi, fazendo Neko-Musume suspeitar do que ele deve estar planejando. O yōkai chega por trás deles, perguntando o mesmo enigma, Konaki-Jijii diz que a resposta deve ser um "polvo", fazendo com que ele seja transformado em bronze. Kitarō atira suas agulhas de cabelo no yōkai, mas ele consegue se desvira facilmente e exige que eles respondam ao seu enigma, Nurikabe responde que deve ser uma "centopéia", fazendo com que o yōkai cuspa a espuma nele também. Kitarō usa sua lança de cabelo, mas também não funciona, o yōkai pergunta seu enigma mais uma vez, Neko-Musume se prepara para responder, mas Kitarō e Medama-Oyaji tentam pará-la pois se ela respondesse errado também seria transformada em bronze. Ela ainda decide responder, afirmando que a resposta é "caranguejo", mas o yōkai cospe a espuma nela também. Sunakake-Babaa chega, mas encontra Kitarō lutando contra o yōkai, que passa a transformá-lo em bronze. Ela vai na direção de Kitarō e o yōkai acredita que Sunakake-Babaa seja sua princesa, o que ela nega ser. Ela e Medama-Oyaji rapidamente escapam andando no caminhão de Shōji. O yōkai corre atrás deles, conseguindo transformar parcialmente o caminhão em bronze, enquanto eles se afastam, o yōkai para e pondera sobre sua princesa.

Na casa de Shōji, eles se perguntam sobre quem é essa princesa, pois Sunakake-Babaa confirma que ela nunca o conheceu. Mana e Shōji contam as pessoas transformadas em bronze, incluindo Kitarō e os outros. Medama-Oyaji então acha que um Karasu-Tengu pode saber algo sobre isso e Shōji decide levá-los até lá. No entanto, eles ouvem um sino, percebendo que o yōkai está lá. Eles atravessam a porta dos fundos da casa, mas o yōkai os encontra e se aproxima deles perguntando seu enigma mais uma vez, Shōji tenta atacá-lo, mas é facilmente derrotado. Eles atravessam a casa e saem pela porta da frente, onde um bando de Bake-Garasu chega e os leva para a Montanha Daisen, onde se localiza os Karasu-Tengu. Ao escalar a montanha junto com o grupo, Mana escorrega e cai, por sorte, um jovem Karasu-Tengu chamado Kojirō a salva e leva o grupo a tribo para explicar sua situação. O Ancião adivinha que o responsável deve ser Kani-Bozū, um yōkai que serviu aos humanos durante uma guerra. Ele foi ordenado a proteger com segurança a princesa que tinha perdido, porque os inimigos poderiam vir a qualquer momento, ele então, como uma forma de detectar um amigo ou um inimigo, perguntava um enigma. Os aliados sabiam quem ele era, então aqueles que o respondessem incorretamente eram inimigos, um após o outro, ele os transformava em estátuas de bronze. No entanto, seus inimigos contrataram um mago para selá-lo na forma de uma pedra, mandando-o para o mar, quando a princesa foi morta. Depois que ele foi libertado, ele tentou encontrá-la, sem saber quanto tempo passou. Mana assume que a princesa deveria ser parecida com Sunakake-Babaa e o Ancião explica que ele tentou avisá-lo quantas vezes pudesse e ordena que o grupo volte para casa, pois não se envolveria em um conflito tolo. Medama-Oyaji pergunta como fazer aqueles que se transformaram em estátuas voltarem ao normal, mas eles saem imediatamente mesmo assim.

O grupo desce a montanha, imaginando o que fazer, até que Kojirō sugere que as águas sagradas de Daisen podem funcionar. Eles voam para a casa de Shōji e Kojirō derrama um pouco de água nele, fazendo-o voltar ao normal. Sabendo que isso funciona, eles planejam trazer mais água para os habitantes da cidade e Shōji concorda em ajudar. De repente, Kani-Bozu retorna a saudação sua princesa, Sunakake-babaa volta a dizer que ela não é sua princesa, explicando que ele permaneceu adormecido por séculos, o mundo mudou desde então e que sua princesa já morreu. Ele não acredita nisso, mas Sunakake-Babaa percebe que ele já deve ter consciência disso, mas que apenas se recusa a aceitar, pois continua dizendo a si mesmo que é mentira. Ele exige que ela responda ao enigma, para ver se o que ela está dizendo é a verdade. Ela responde corretamente, fazendo-o recuar e chorar, transformando-se em um caranguejo gigante, recusando-se a acreditar nela.

Kojirō pede para Mana e Shōji se afastarem enquanto ele e Sunakake-Babaa tentam detê-lo. Kani-Bozu se enfurece, o Ancião que assistia a cena decide ajuda-los, enquanto usando o leque para fazer chover as águas sagradas na cidade e ajudar as pessoas que se transformaram em estátuas. Quando Kani-Bozū está prestes a atacar Sunakake-Babaa, Kitarō chega e usa sua eletricidade interna para detê-lo. Kani-bozu se encolhe, pedindo a Sunakake-Babaa para ouvir seu último desejo enquanto ele se espuma, querendo descansar na cidade onde sua princesa se encontra.

Sunakake-Babaa teoriza que ele ficou furioso de propósito para que alguém o parasse. Mais tarde, o povo da cidade coloca Kani-Bozū em estátua com sua princesa, onde também colocaram estátuas de outros yōkai, incluindo a Família Kitarō, para que ele não ficasse solitário. Mana narra sobre como ela ama Sakaiminato para si mesma, enquanto ela acena para Kojirō. Na Casa GeGeGe, eles pensam sobre o quão desafortunado Kani-Bozū era e como Sunakake-Babaa se assemelha a uma princesa, algo que Konaki-Jijii e Ittan-Momen não podem acreditar, fazendo-a brincar perguntando se eles querem um beijo, para o desgosto de ambos. Kitarō pergunta onde Nezumi-Otoko está e em Sakaiminato, uma estátua de Nezumi-Otoko acaba sendo o centro das atenções.

Personagens

Navegação

v  d  e
Episódios do anime de 2018
196819711985199620072018
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.