"A Maldição de Te-no-Me" é o octagésimo nono episódio da sexta adaptação em anime de GeGeGe no Kitarō. Foi exibido em 12 de janeiro de 2020.

Elenco

Principal
Recorrente
Convidado

Trama

Em uma sala de autópsias, um inspetor investiga a morte de um conselheiro de segurança pública que foi encontrado morto com sessenta e três facadas no corpo, porém apenas as impressões digitais da vítima estavam na faca, indicando um suicídio. O braço do cadáver começa a se mexer e o legista afirma que "é só o rigor mortis passando", mas o próprio se assusta ao ver a mão do cadáver se mexendo. O responsável pelos "espasmos" é o yōkai Te-no-Me.

Na Floresta GeGeGe, Nezumi-Otoko avisa a Kitarō que há uma carta para ele vinda de Yōko Mibu, uma advogada de direitos humanos que sofre pesadelos com um homem assustador, que controla suas mãos e tenta asfixia-la todas as noites. Medama-Oyaji indentifica aquilo como obra do Te-no-Me com seus poderes ópticos e diz que ele não é capaz de matar um humano, apenas pregar peças. Kitarō resolve usar o chanchanko nas mãos de Yōko para bloquear o poder de Te-no-Me, que não consegue atacá-la durante a noite. Kitarō se encontra com Neko-Musume perto de um templo. Ela lê reportagens sobre outras pessoas que se suicidaram de forma suspeita e descobre o trabalho de Yōko como advogada, mas não encontra nenhuma relação dela com as outras vítimas.

Os dois se assustam com as luzes que são acesas no templo, mas veem que as luzes eram apenas uma tentativa de um monge e um empresário de atrairem novos visitantes. Nurarihyon aparece e mostra para Kitarō que Yōko é membro de um comitê de aprovação de um projeto de lei Anti-Yōkai, uma lei que visa previnir as atividades ilegais de yōkai e garantiria o financiamento de armas letais e de unidades paramilitares de exterminio de yōkai, ele revela que Te-no-Me está punindo os membros da comissão em retalhação a lei. Kitarō volta a casa de Yōko para cobrar explicações, ela se defende dizendo que era contra a Lei Anti-Yōkai, mas Te-no-Me consegue controlar as mãos de Kitarō para ele usar sua arma de dedo e atirar em Yōko que não consegue fugir pois também está sendo controlada pelo yōkai. Neko-Musume chega a tempo e impede Kitarō separando a sua mão do corpo. Eles resolvem seguir a mão para descobrir a localização do Te-no-Me enquanto Yōko, desesperada, grita para eles sairem, chamando-os de "aberrações da natureza".

Eles chegam no galpão onde Te-no-Me está escondido. Ele ataca a dupla com os raios que saem de suas mãos, chamando-os de traidores, Neko-Musume consegue imobilizá-lo. O olho na mão de Te-no-Me se desprende, ricocheteia em volta do galpão e atinge o espaço vazio no olho de Kitarō. Com o olho de Te-no-Me, ele tem uma visão de seus amigos yōkai mortos enquanto tropas militares atiram fogo em volta deles. Te-no-Me avisa a Kitarō que caso eles não hajam a tempo, aquela visão se tornará realidade e que somente o "mestre Nurarihyon" pode liderar os yōkai. Yōko chega no galpão e dispara um tiro em Te-no-Me com uma arma anti-yōkai, a área é cercada pela polícia enquanto Yōko diz que defendeu o direitos dos yōkai como cidadãos japoneses durante as reuniões do comitê, mas que depois de toda a situação ela não acredita mais em um mundo onde humanos e yōkai podem coexistir. Kitarō tenta tranqulizar Yōko, dizendo que acredita nela depois de ver a sua preocupação com os yōkai, convencendo-a de não atirar neles.

O galpão é imediatamente invadido pelos militares enquanto a Primeira-Ministra está em seu gabinete vigiando Yōko que foi considerada uma ameaça ao país por defender os yōkai. Ela é presa e implora para os militares não em atirarem em Kitarō e Neko-Musume, mas Te-no-Me acorda e avisa que todos os yōkai que seguem a sua causa matarão os humanos. Ele se prepara para matar todos no galpão usando seu olho e Kitarō tenta impedir com o chanchanko, mas ainda assim ocorre uma explosão, chocando todos no gabinete da Primeira-Ministra. Enquanto Yōko (que ainda está sendo vigiada) se recupera no hospital, Nurarihyon envia várias mensagens aos yōkai, pedindo para que todos continuem de pé, revelando sobre o fracasso da Lei Anti-Yōkai devido aos atos terroristas de Te-no-Me, mas que os humanos atacarão mais uma vez e clama que Te-no-Me seja tranformado em um mártir, semeando o ódio dos yōkai pelos humanos.

Neko-Musume ainda se recupera enquanto Nezumi-Otoko lê com desgosto a mensagem de Nurarihyon. Kitarō percebe que a luta com Nurarihyon será mais complicada do que antes e Medama-Oyaji avisa que o objetivo de Kitarō é longo e tortuoso mas que acredita que ele conseguirá.

Personagens

Família Kitarō
Humanos
Yōkai da semana
Outros yōkai

Trivialidades

Navegação

Episódios do anime de 2018
2018 01020304050607080910111213141516171819202122232425262728293031323334353637
2019 38394041424344454647484950515253545556575859606162636465666768697071727374757677787980818283848586
2020 8788899091929394959697
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.