FANDOM


Kitarō Retratos Habilidades Galeria


Como o último descendente da prestigiosa Tribo Fantasma, Kitarō usa vários itens herdados de seus ancestrais e conta com a ajuda de poderosos yōkai em todo o Japão. Ele tem uma variedade de poderes estranhos à sua disposição, porém sua característica mais bizarra é sua tremenda força vital e poderes regenerativos, do quais a maioria dos yōkai não tem. Ele pode regurgitar seu ácido estomacal e carregar criaturas como cobras dentro de seu corpo, o que lhe permite se virar em situações complicadas. Se ele é engolido por um inimigo, ele pode usar seu ácido estomacal para derreter-lo por dentro. Devido a enorme quantidade de habilidades para todos os propósitos (veja abaixo), parece não haver nenhuma situação que ele não possa lidar e nenhuma armadilha da qual ele não possa escapar.

Além de tudo isso, ele tem uma tremenda quantidade de energia yōkai. Na quinta série, por causa de seu trabalho frequente com o Inferno, ele recebe ainda mais energia yōkai. No entanto, ele é conhecido por se enfraquecer imediatamente se ele é privado de suas ferramentas ou cabelos, fazendo com que a verdadeira fonte de seu poder seja difícil de se descobrir.

Ele pode entender e falar a língua de muitas pequenas criaturas e insetos, embora não possa aprender a linguagem dos grilos. No entanto, no quinto anime ele parece dominar o idioma.[1] Ele tem três pulgas de estimação que vivem em seu corpo e uma cobra de estimação que vive em seu estômago. No mangá, vários capítulos terminam com os insetos da floresta cantando em louvor de Kitarō.

Ele é praticamente imortal, e enquanto acumula e armazena energia dentro de seu corpo, ele pode passar um mês sem comida e ainda assim ser tão poderoso quanto o normal. Em Kitarō Kunitori Monogatari, está implícito que ele e Medama-Oyaji podem até mesmo passar dez anos sem comida ou bebida,

Habilidades

Cabelo

O cabelo é uma fonte de poder para Kitarō, podendo se tornar mais fraco sem ele. Ele, por exemplo, foi incapaz de lutar contra Kamanari porque estava sem o seu cabelo no momento.

Quando seu cabelo foi roubado por Kamanari, ele ficou tão enfraquecido que ficou de cama com febre[2]. No segundo anime, ele diz que remover seu cabelo o torna tão fraco quanto uma criança humana. Seu cabelo pode ser removido como uma peruca. Quando isso ocorre, Kitarō consegue controlá-lo remotamente, assim como o seu par de geta. Ao prender o seu couro cabeludo em outra pessoa, ele pode falar ou controlá-la telepaticamente.

  • Antena Yōkai

Um cacho de cabelo que pode servir de antena para detectar uma atividade espiritual. Quando Kitarō detecta um yōkai, uma ponta se levanta no topo da cabeça, conseguindo indicar-lhe o quão próximo e quão poderoso é o yōkai em questão. Geralmente é uma único ponta, mas ele também pode usar 3 pontas para medir distância, direção e movimento de uma só vez. Durante a luta com Backbeard, onde Kitarō teve que fechar os olhos para evitar sua hipnose, ele usou a antena para localizar e atacá-lo.

  • Agulhas capilares

Kitarō fará com que cada um de seus cabelos seja tão duro quanto o aço e os atira como balas contra os inimigos. Ele frequentemente usa essa habilidade para prender inimigos em uma superfície ou atacar seus olhos. Há momentos em que ele usa isso no início de uma luta para avaliar a força de um inimigo. Nas primeiras histórias do mangá e nos filmes em live-action, se ele usar tanto os cabelos ao ponto de ficar careca, eles simplesmente crescem de volta (nos filmes leva duas horas para voltar a crescer). No entanto, o cabelo dele não pode crescer se for roubado. Essa habilidade foi usada pela primeira vez na história "A Grande Guerra Yōkai".

Nos filmes televisivos, ele chama essa habilidade de "Peixe Porco-Espinho". No quinto anime, ele usou as agulhas de cabelo de várias maneiras, inclusive atirando em duas direções e mudando sua direção no ar.

  • Lança capilar

Aparecendo no segundo e no quinto anime, Kitarō irá transferir energia espiritual em um único fio de cabelo, que então crescerá mais e pode ser usado jogado como uma lança. É mais poderoso que as agulhas de cabelo.

Em Kitarō Kunitori Monogatari, ele pode usar vários fios de cabelo em sua cabeça como uma lança gigante, uma técnica que ele também usa no episódio 53 do quinto anime e no episódio 17 do sexto anime.

  • Espada capilar

Assim como a lança capilar, Kitarō irá transferir sua energia espiritual em um único fio de cabelo aumentando-o, mas ao invés de atirá-lo ele o usará como uma espada. Ele pode ajustar o comprimento do cabelo à vontade. Com esta arma, ele deixou uma cicatriz permanente na testa de Nurarihyon. Durante a luta com Mokumokuren, Kitarō usa a espada capilar como um punhal.[3]

  • Rede/corda capilar

Kitarō pode fazer seus cabelos crescerem como uma corda ou uma rede para conter os inimigos. Ele às vezes usa essa técnica para testar a força de um oponente. Ele é capaz de transferir eletricidade também. Em "O Grande Julgamento Yōkai", ele foi capaz de amarrar as pernas de vários yōkai simultaneamente.

  • Rádio capilar

Kitarō pode usar a Antena Yōkai para se comunicar com seus aliados através das ondas espirituais. Outros yōkai também podem usar partes de seu corpo como uma antena para se comunicar, como a ponta do dedo de Medama-Oyaji ou a cauda de Ittan-Momen.

Na história de "Ubume", ele usa uma técnica similar chamada chamada capilar para convocar um bando de corvos.

  • Cabelo Remoto

Usado desde o segundo anime. Kitarō tirará um fio de cabelo e o enviará para espionar os inimigos ou para procurar ajuda.[4]

  • Agulhas capilares nasais

Kitarō pode disparar longas agulhas de cabelo do nariz. Sua velocidade de vôo é a mais rápida entre os ataques de Kitarō no mangá. Usado na história "Batalha do Geta".

  • Radiestesia capilar

Potências elétricas

Muito parecido com uma enguia elétrica, Kitarō tem um bolsa especial em seu corpo que pode armazenar eletricidade, da qual ele pode usar para eletrocutar e/ou entorpecer os inimigos. A bolsa pode armazenar e liberar até 1.000.000 volts de eletricidade. Ele pode simplesmente emitir a eletricidade ou conduzi-la pelos cabelos ou ferramentas para ataques de longo alcance. Ele pode ajustar a quantidade de eletricidade que distribui e pode usar os poderes de seus aliados yōkai para melhorá-la. Ele também pode transferir a energia para o chão e dispará-la verticalmente para atacar inimigos alados.[5] Seus poderes elétricos são mostrados para ser ainda mais fortes do que os de Bake-Tōrō.[6] Apesar de ser uma habilidade muito poderosa, ele, no entanto, não pode usá-la muitas vezes, uma vez que esgota muito a sua resistência (No quinto anime, ele se torna mais forte nesta área e usa o poder mais frequentemente). Apesar de no sexto anime, Kitarō pareça estar bem sempre que ele usa seus poderes elétricos. No terceiro anime, é dito que ele tem um Gerador Elétrico Interno.

Na maioria das vezes, a eletricidade possui uma cor amarelada, mas no quarto anime muitas vezes era vermelho ou azul claro. Em "Yōkai Elétrico Kaminari!", depois de tomar um choque contínuo da energia elétrica de Kaminari, os olhos de Kitarō brilharam em azul, seu corpo ficou vermelho e ele emitiu uma enorme onda de eletricidade azul que dominou e derrotou Kaminari.[7]

Em "Mistério das Montanhas Nevadas: Nobiagari", Kitarō inicialmente emitiu eletricidade para o chão, fazendo-a avançar no chão e lançou vários raios verticalmente quando estes se aproximaram abaixo de Nobiagari.

Em Yōkai Sen Monogatari, seus poderes elétricos são chamados como Descarga Elétrica Interna ou Faísca Elétrica Interna. Em "Retirada! Yōkai Japoneses", ele usou uma técnica chamada Choque de Bola de Fogo Eletromagnética, onde ele canaliza sua energia elétrica através de dezenas de outros yōkai para criar um ataque de plasma eletromagnético.

No quinto e sexto anime, a técnica é usada com muito mais frequência e é chamada de Eletricidade Interna. Ao longo da série, Kitarō usa eletricidade principalmente em contato físico direto e/ou com água em seu alvo. No entanto, Kitarō costuma a transferir sua eletricidade ao seu Chanchanko e outras coisas para atirar em seu alvo quando estiver fora de alcance.

Em A Canção Amaldiçoada do Milênio ele usa essa habilidade na luta contra Yasha. Ele envolve o chanchanko em torno da bengala de Konaki-Jijii, a carrega e a usa como arma, mas no final ele derrota Yasha emitindo sua eletricidade com força total. No especial da Monday DramaLand, ele derrota Nurarihyon com uma onda de choque elétrico.

Poderes regenerativos

O corpo de Kitarō é capaz de se recuperar de qualquer ferida. Mesmo se ele for esmagado, esquartejado ou derretido, seu corpo poderá se recompor ao longo do tempo. A única ferida que ele nunca curou é o seu olho perdido, embora, dependendo da adaptação, isso possa acontecer porque ele nasceu sem ele ou era muito jovem na época em que a perdeu para entender e usar seus poderes. Mesmo quando ele não pudesse se locomover ao ser transformado em uma árvore vampira por Nobiagari, ele consegiu cultivar uma fruta com o seu corpo original no inteiror. Se ele é devorado por um inimigo, ele é capaz de escapar pelos poros deles como suor. Por causa desses poderes, Kitarō mostra pouca preocupação em situações em que a maioria dos heróis seria destruído. Mesmo quando um inimigo o cozinha, ele parece reagir como se fosse qualquer outro ferimento.

Nas raras ocasiões em que suas habilidades de cura não são suficientes para salvá-lo, ele é levado ao Hospital Yōkai do Monte Osore.

Ataques corporais

Fluidos Digestivos

Outras habilidades

Armas

Principais

Outras armas e ferramentas

Técnicas

Transformações

Outras especialidades

Referências

  1. "Escola Yōkai de Miage-Nyūdō", Episódio 75, Anime de 2007
  2. "Yōkai Ladrão de Energia: Kamanari!", Episódio 95, Anime de 1996
  3. "Olhos Negros que Brilham no Velho Castelo", Episódio 18, Anime de 2007
  4. "Assombrações da Noite! O Oni de Hyakki-Yagyō", Episódio 91, Anime de 1996
  5. "Mistério das Montanhas Nevadas: Nobiagari", Episódio 109, Anime de 1996
  6. "O Legendário Yōkai Nue", Episódio 57, Anime de 2007
  7. "Yōkai Elétrico Kaminari!", Episódio 32, Anime de 1996
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.