FANDOM


1º e 2º anime

No início do primeiro anime sua voz era muito mais alta do que a voz que Tanonaka usaria mais tarde. Em ambas as versões ele é um pai muito apaixonado sempre preocupado com seu filho. No primeiro anime ele está frequentemente repreendendo Kitarō enquanto no segundo ele está sempre preocupado quando Kitarō luta contra um yōkai mais forte. Ele orgulhosamente proclama que Kitarō, como o último sobrevivente da Tribo Fantasma, nasceu em uma elite entre os yōkai.

No primeiro anime ele é retratado mantendo sua pupila aberto quando desmaiava e derramava lágrimas de todo o globo ocular, mas no segundo anime ele pode fechar a sua pupila em várias situações.

3º anime

Ele tem muitas novas técnicas originais nessa versão, como ser capaz de ver o passado[1] e emitir um feixe de sua pupila para revelar escritos escondidos[2].

Ele tende a apoiar a relação entre Kitarō e Yumeko e os ajuda de qualquer maneira, procurando por um local certo para eles[3] ou levar Nezumi-Otoko a pescaria para que ele não os perturbe[4]. Isto está em contraste com outras adaptações onde ele normalmente se opõe ao interesse de Kitarō em garotas humanas, já que humanos vivem na melhor das hipóteses por volta de 100 anos, o que significa que Kitarō seria deixado sozinho e triste. Seus sentimentos podem ser diferentes aqui porque nesta série Kitarō é meio humano.

Esta é a primeira adaptação que mostra Medama-Oyaji antes dele se tornar só um olho (em um flashback em Jigoku-Hen, episódio 6). No entanto, não é sua forma atada do mangá original, mas sim uma figura com uma cabeça cheia de cabelos cujo rosto é obscurecido por um cobertor de futon. Quando sua esposa Iwako desapareceu, ele abandonou seu corpo normal e tornou-se um olho para encontrá-la.

4º anime

Sua personalidade amorosa é visível nesta versão. Quando Kitarō sofre algo com um inimigo yōkai ele começa a chorar por seu filho. Em um lado mais cômico de seu personagem, sempre que eles entram na casa de outra pessoa, ele geralmente se banha em seu chá.

5º anime

Nessa série, ele desempenha um papel de mascote e tem muito mais destaque em marketing e na abertura e encerramento do anime.

Embora ainda mais protetor como no 4º anime, ele tem mais elementos cômicos agora, como se exercitar ocasionalmente, ter medo de fogos de artifício, assistir a comédias na TV e até mesmo fazer suas próprias piadas ruins. Ele também está mais ciente das tendências e modas atuais.

Enquanto ele observa que Neko-Musume possa ser uma boa esposa para Kitarō[5], não fica claro se ele estava sério ou não, já que ele se intromete muito menos na vida amorosa de Kitarō. Em uma cena adaptada de "Yōkai Sen Monogatari", Medama-Oyaji declara amar a culinária de Neko-Musume, mas depois que ela violentamente ataca Nezumi-Otoko por insultar sua comida, Medama-Oyaji se esconde no cabelo de Kitarō e diz que Neko-Musume seria "a esposa do inferno", para o qual Kitarō concorda nervosamente.

Esta foi a performance final de Isamu Tanonaka como Medama-Oyaji, quando ele morreu no ano seguinte à sua conclusão.


Erro de citação: existem marcas <ref>, mas nenhuma marca <references/> foi encontrada
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.