FANDOM


(História)
Linha 61: Linha 61:
 
===Shonen Magazine/1º anime===
 
===Shonen Magazine/1º anime===
 
Nurairhyon apareceu pela primeira vez na história da revista [[Shonen Magazine]] [[Yōkai Nurarihyon]] e fez sua estréia em anime na [[Anime de 1968|primeira série]], com a [[Episódio 12 (A1)|adaptação]] da história de mesmo nome.
 
Nurairhyon apareceu pela primeira vez na história da revista [[Shonen Magazine]] [[Yōkai Nurarihyon]] e fez sua estréia em anime na [[Anime de 1968|primeira série]], com a [[Episódio 12 (A1)|adaptação]] da história de mesmo nome.
  +
  +
===3º anime===
  +
Ele aparece no [[Episódio 4 (A3)|quarto episódio]] do [[anime de 1985]].
  +
  +
===4º anime===
  +
Enquanto Nurarihyon aparece ao longo da adaptação, uma de suas primeiras aparições foi no [[Episódio 47 (A4)|episódio 47]], "''O Grande Julgamento Yōkai (Parte 2)''". A quarta encarnação do anime de Nurarihyon é a menos ameaçadora de todas.
  +
  +
===5º anime===
  +
Ele foi visto pela primeira vez no [[Episódio 4 (A5)|quarto episódio]], mas sua primeira grande aparição foi no [[Episódio 8 (A5)|oitavo episódio]], "''Um Velho Adversário! Nurarihyon''". Ele apareceu em toda a série e até mesmo no filme, [[GeGeGe no Kitarō: Nippon Bakuretsu!!]].
 
[[Categoria:Personagens]]
 
[[Categoria:Personagens]]
 
[[Categoria:Antagonistas]]
 
[[Categoria:Antagonistas]]

Edição das 22h59min de 30 de junho de 2018

Nurarihyon (ぬらりひょん, Cabaça Escorregadia) é o "Comandante Yōkai Supremo" e o principal antagonista recorrente da franquia GeGeGe no Kitarō.

Interpretes

Biografia

Em sua primeira aparição, ele vivia entre os humanos sob o pseudônimo de Yamada por um século. Na história Yōkai Nurarihyon, ele acumulou uma quantidade significativa de riqueza, mas se considera pobre. Ele foge para a casa de outras pessoas, muito parecido com o personagem folclórico de mesmo nome, e dispara bombas como um ato de terrorismo. Preocupado que Kitarō o pegue mais cedo ou mais tarde, ele trabalha com Nezumi-Otoko para prendê-lo em massa concreto. Apenas a mão de Kitarō não está encapsulada no concreto, então Nurarihyon ironicamente a sacode. Por causa disso, Kitarō é capaz de amaldiçoá-lo e controlar suas mãos. Ele procura ajuda de Jakotsu-Babaa e eles tentam capturar Kitarō que recém escapou, enganando-o para beber de um pote mágico que o engole. Kitarō, em vez disso, os supera e usa uma pedra mágica para mandá-los de volta no tempo para as eras pré-históricas.

Características

Aparência

Nurarihyon se assemelha a um velho enrugado com uma grande cabeça em forma de uma cuia e geralmente uma barba rala no rosto. Ele é magro e usualmente veste um haori, embora usasse um terno em sua primeira aparição. Em algumas adaptações ele tem orelhas pontudas.

Personalidade

Nurarihyon é um yōkai cruel que comete más ações e usa o engano e astúcia para se opor a Kitarō. Dependendo da adaptação, ele pode ser retratado como uma ameaça legítima ou um vilão mais cômico. Ele freqüentemente emprega outros yōkai poderosos para ajudá-lo a derrotar Kitarō e seus amigos. Às vezes, ele engana esses yōkai para se juntarem a ele, outras vezes eles são lacaios leais que estão em um plano maior. No anime (começando com a 3ª série), seu braço direito é Shu no Bon, embora Jakotsu-Babaa seja sua aliada mais frequente.

História

Shonen Magazine/1º anime

Nurairhyon apareceu pela primeira vez na história da revista Shonen Magazine Yōkai Nurarihyon e fez sua estréia em anime na primeira série, com a adaptação da história de mesmo nome.

3º anime

Ele aparece no quarto episódio do anime de 1985.

4º anime

Enquanto Nurarihyon aparece ao longo da adaptação, uma de suas primeiras aparições foi no episódio 47, "O Grande Julgamento Yōkai (Parte 2)". A quarta encarnação do anime de Nurarihyon é a menos ameaçadora de todas.

5º anime

Ele foi visto pela primeira vez no quarto episódio, mas sua primeira grande aparição foi no oitavo episódio, "Um Velho Adversário! Nurarihyon". Ele apareceu em toda a série e até mesmo no filme, GeGeGe no Kitarō: Nippon Bakuretsu!!.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.