FANDOM


Nurarihyon (ぬらりひょん, Cabaça Escorregadia) é o "Comandante Yōkai Supremo" e o principal antagonista recorrente da franquia GeGeGe no Kitarō.

Interpretes


Biografia

Nurairhyon apareceu pela primeira vez na história da Shōnen Magazine "Yōkai Nurarihyon" e fez sua estréia no episódio de mesmo nome do primeiro anime. Ele não aparece no segundo anime, mas passou a ser um antagonista recorrente da teceira série em diante.

Embora ele tenha aparecido como o principal antagonista no mangá da Shukan Jitsuwa, Shin GeGeGe no Kitarō e no telefilme de 1985, somente a partir do terceiro anime que ele foi estabelecido como o "Supremo Comandante dos Yōkai Japoneses".

Em sua primeira aparição, ele vivia entre os humanos sob o pseudônimo de Yamada por um século. Na história "Yōkai Nurarihyon", ele acumulou uma quantidade significativa de riqueza, mas se considera pobre. Ele foge para a casa de outras pessoas, muito parecido com o personagem folclórico de mesmo nome, e dispara bombas como um ato de terrorismo. Preocupado que Kitarō o pegue mais cedo ou mais tarde, ele trabalha com Nezumi-Otoko para prendê-lo em massa concreto. Apenas a mão de Kitarō não está encapsulada no concreto, então Nurarihyon ironicamente a sacode. Por causa disso, Kitarō é capaz de amaldiçoá-lo e controlar suas mãos. Ele procura ajuda de Jakotsu-Babaa e eles tentam capturar Kitarō que recém escapou, enganando-o para beber de um pote mágico que o engole. Kitarō, em vez disso, os supera e usa uma pedra mágica para mandá-los de volta no tempo para as eras pré-históricas.


Na história de Shukan Jitsuwa, "Baseball Maluco", ele é o diretor da Escola Secundária Sob o Túmulo. Ele planeja usar o time de beisebol de sua escola para assumir o controle do beisebol no mundo humano, mas os humanos percebem o plano e contratam Kitarō para impedi-lo.

No mangá "Saishinban GeGeGe no Kitarō", que foi serializado ao mesmo tempo em que o terceiro anime estava sendo exibido, ele é um vilão recorrente. Está estabelecido que, depois de ser enviado de volta aos tempos pré-históricos, ele viveu até os dias de hoje, tendo se tornado mais poderoso e desenvolvendo um profundo ódio aos humanos. Ele é derrotado quando cai no Monte Mihara durante uma erupção, mas mais tarde ele retorna e destrói Izu Ōshima, comendo tudo à vista e ganhando o nome de "O Demônio Comilão" dos habitantes locais. Nesse estado, ele perde completamente seus sentidos e inteligência, e até mesmo Kitarō e Medama-Oyaji tentam escapar dele. Eventualmente, Kitarō é capaz de destruí-lo com um ataque desesperado.

No mangá Kitarō Kunitori Monogatari, durante a batalha com o Império Mu no Castelo de Hakone, Kemedama convence Nurarihyon a apoiar Kitarō por causa de todos os yōkai. Em um dos únicos casos em que Nurarihyon faz jus ao seu título de "Comandante Supremo", ele comanda exércitos de Wanyūdō, Hitotsume e Tanuki, uma força aérea de Karasu-Tengu, e também luta contra o próprio Mu.

Ele aparece no mangá Yōkai Sen Monogatari, em "O Grande Julgamento Yōkai! Primeira Parte" e "O Grande Julgamento Yōkai! Segunda Parte". Ele tenta enquadrar Kitarō e colocá-lo em julgamento, mas ele fracassa. Ele é condenado a ser executado por 500 anos de derretimento nas mãos da Polícia Tengu.

Características

Aparência

Nurarihyon se assemelha a um velho enrugado com uma grande cabeça em forma de uma cuia e geralmente uma barba rala no rosto. Ele é magro e usualmente veste um haori, embora usasse um terno em sua primeira aparição. Em algumas adaptações ele tem orelhas pontudas.

Personalidade

Nurarihyon é um yōkai cruel que comete más ações e usa o engano e astúcia para se opor a Kitarō. Dependendo da adaptação, ele pode ser retratado como uma ameaça legítima ou um vilão mais cômico. Ele freqüentemente emprega outros yōkai poderosos para ajudá-lo a derrotar Kitarō e seus amigos. Às vezes, ele engana esses yōkai para se juntarem a ele, outras vezes eles são lacaios leais que estão em um plano maior. No anime (começando com a terceira série), seu braço direito é Shu no Bon, embora Jakotsu-Babaa seja sua aliada mais frequente.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.